Bebê nasce com condição rara que provoca envelhecimento precoce – Blotz – Site de notícias para você ficar bem informado.
Site Overlay

Bebê nasce com condição rara que provoca envelhecimento precoce

Um caso bastante incomum tem dado muito o que falar nas redes sociais: Na segunda semana de agosto, uma mulher sul-africana deu à luz uma menina, no entanto, a pequena aparentava ser bem mais velha que a mãe.

Como revelou uma publicação do portal britânico The Mirror, a bebê nasceu com uma doença extremamente rara, conhecida como síndrome de Hutchinson-Gilford.

Também conhecida de progéria ou envelhecimento prematuro, a condição, de acordo com esclarecimento da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), é uma mudança genética que acelera o processo de envelhecimento em cerca de sete vezes. É o contrário do que acontece com o personagem de Brad Pitt no filme O Curioso Caso de Benjamin Button (2008), no qual ele nasce velho, mas fica mais jovem com o tempo.

“Uma criança com 10 anos se parece com uma pessoa de 70 anos. A palavra progeria é derivada do grego e significa ‘prematuramente velho’. A expectativa média de vida das pessoas é de 14 anos para as meninas e 16 para os meninos”, destacou a Fiocruz em seu portal.

Ao logo da história da medicina, pouquíssimos casos como esse foram registrados na literatura médica e as principais características dessa doença incluem: queda de cabelo, perda de gordura subcutânea, artrose, estatura baixa e magra, clavícula anormal, envelhecimento prematuro, face estreita, pele e enrugada, puberdade atrasada, sobrancelhas ausentes, unhas finas, voz anormal, lábios finos e osteoporose.

A menina sul-africana vítima da raríssima síndrome de Hutchinson-Gilford nasceu na pequena cidade de Libode, na província de Eastern Cape, na África do Sul.

De acordo com informações repassadas pelo portal The Mirror, depois que as fotos da menina foram divulgadas pelas redes sociais, a família passou a receber inúmeras mensagens desagradáveis.

“Disseram que ela era deficiente. Percebi durante o parto que havia algo estranho. Ela não chorava e respirava pelas costelas. Fiquei chocada, porque era estranho. Agora ouvi dizer que as pessoas a estão xingando. Isso dói muito. Se eu tivesse meios, colocaria todos na cadeia”, desabafou a avó da criança.