Caso Lara: Causa da morte da menina que foi comprar refrigerante é revelada e detalhes são de cortar o coração – Blotz – Site de notícias para você ficar bem informado.
Site Overlay

Caso Lara: Causa da morte da menina que foi comprar refrigerante é revelada e detalhes são de cortar o coração

Lara Maria Oliveira Nascimento teve seu laudo preliminar no Instituto de Medicina Legal (IML) realizado, nele se afirma que a jovem de 12 anos morreu de traumatismo craniano após ser espancada violentamente na cabeça várias vezes.

A menina esteve como desaparecida nesta quarta-feira (16), no Parque Santana por volta das 13h. Segundo informações ela havia saído de sua casa para comprar refrigerante na cidade de Campo Limpo Paulista (SP).

O corpo da adolescente foi sepultado no cemitério Bosque da Saudade, em sua cidade, por volta das 15h deste domingo. O caixão foi lacrado e a despedida durou cerca de 1h30.

Segundo o delegado Rafael Diório, o corpo da menina foi encontrado com vestígios de violência.

“O estado em que o corpo foi encontrado bate com a data em que ela desapareceu. Havia sinais de violência e, por isso, serão realizados exames necroscópicos para determinar quais tipos de violência ela sofreu. Nada foi encontrado próximo ao corpo”.

O corpo foi encontrado por um jardineiro no sábado (19) em um terreno próximo ao local onde Lara desapareceu em Francisco Morato (SP). Horas depois, a polícia confirmou que o corpo era do adolescente.

A floresta fica a cerca de 5 quilômetros da casa de Lara, segundo o representante responsável pelo caso.

Foto: Fernanda Elnour/TV TEM

Num primeiro momento, a área foi isolada e a perícia foi levada ao local. O caso foi registrado como homicídio e, segundo o representante, serão analisadas imagens de uma câmera de segurança de um comércio próximo de onde o corpo foi encontrado.

Desaparecimento de Lara Maria

A adolescente desapareceu após sair de casa para comprar um refrigerante em uma mercearia, no dia 16 de março, a funcionária do comércio confirmou a presença da menina.

A mulher informou que chegou a observar Lara enquanto ela voltava para casa, mas precisou dar atenção para outro cliente.

Desde este momento a polícia deu início às buscas, junto à cães farejadores. A família também a procurou nos bairros de Campo Limpo Paulista e de Francisco Morato (SP).

No dia 19 de março, policiais encontraram um corpo em um terreno próximo ao local onde a adolescente havia desaparecido, após realizarem o reconhecimento, foi confirmado que o corpo encontrado era de Lara.

O delegado do caso, Rafael Diório, revelou que a adolescente tinha marcas de violência em seu corpo. O caso segue sendo investigado e foi registrado como homicídio.