Homem não aceita a separação e mata a filha de 3 anos, a sogra e a esposa com uma enxada e uma pá, depois ligou para a polícia – Blotz – Site de notícias para você ficar bem informado.
Site Overlay

Homem não aceita a separação e mata a filha de 3 anos, a sogra e a esposa com uma enxada e uma pá, depois ligou para a polícia

Foi preso em flagrante nesta manhã de terça-feira, dia 18/01, um homem identificado como Miqueias da Silva Santana, de 30 anos de idade. De acordo com informações fornecidas pela polícia, o acusado matou a filha Manuella Bernardes Santana, de apenas 3 anos de idade, a sogra Creuza Aparecida Bernardes, de 71 anos e a esposa Claudia Bernardes Santos, de 34 anos. O crime aconteceu na Vila Aeroporto, em Campinas, interior do estado de São Paulo.

Segundo a polícia, a filha e a sogra foram mortas na noite de segunda-feira, enquanto a esposa foi morta na manhã desta terça-feira. As investigações e os detalhes do crime ainda estão sendo investigados, mas vizinhos relataram que ouviram barulho de uma forte discussão no interior da residência onde a família morava.

A 2ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) em Campinas, está investigando o triplo feminicídio, e já ouviu o suspeito. Segundo policiais, o homem não demonstrou nenhum arrependimento pelos crimes cometidos. Ele utilizou uma pá e uma enxada para assassinar as vítimas.

Os policiais responsáveis pela prisão em flagrante do suspeito disseram que o encontraram bastante tranquilo, como se nada de grave tivesse acontecido. Alguns familiares e amigos das vítimas disseram que houve uma discussão a princípio, mas sem agressões.

O crime surpreendeu os vizinhos, amigos e familiares do casal, pois entre eles tudo parecia normal. Houve um desentendimento entre o casal há cerca de três meses atrás, e tudo caminhava para uma separação pacífica.

Ontem o acusado saiu da residência alegando que iria comprar refrigerante para a família, mas ao retornar pegou as ferramentas e agrediu a sogra e a filha inicialmente. Ao ver a cena, a mulher entrou em luta corporal com o marido, sendo agredida também.

Por volta das 9h desta terça-feira, dia 18, o acusado ligou para a polícia afirmando que havia feito “besteira”. Ao chegar à residência da família, a Polícia Militar se deparou com os corpos das vítimas e uma verdadeira cena de horror.