Johnny Depp resolve roubo de ‘City of Lies’ antes de julgamento – Blotz – Site de notícias para você ficar bem informado.
Site Overlay

Johnny Depp resolve roubo de ‘City of Lies’ antes de julgamento

Johnny Depp resolve roubo de ‘City of Lies’ antes de julgamento

O julgamento está programado para começar ainda este mês.

Johnny Depp chegou a um acordo provisório para resolver um processo movido por membros da equipe de “City of Lies” que dizem que o ator o agrediu no set.

Depp chegou a um acordo com o gerente do local Greg “Rocky” Brooks, dando a Depp até o final de agosto para cumprir os termos não especificados do acordo, de acordo com um aviso de acordo apresentado ao tribunal na segunda-feira.

“O acordo está condicionado à rescisão mediante cumprimento satisfatório de certos termos, que não serão cumpridos dentro de 45 dias a partir da data do acordo”, diz o pedido. “A renúncia será apresentada até 1º de maio de 2023.”

A nota não detalhou os termos do acordo. Se Depp não cumprir os termos, o caso será reaberto.

Brooks processou Depp em 2018, alegando que o ator o socou duas vezes durante um discurso bêbado. Ele afirma que Depp gritou com ele, deu-lhe dois socos nas costelas e lhe deu US $ 100.000 para revidar. Brooks teria sido demitido depois de se recusar a prometer não processar o incidente. Ele também acusou Depp de usar drogas no set e usar drogas enquanto eles estavam namorando.

Depois que o processo foi aberto, a roteirista do filme, Emma Danoff, defendeu Depp, dizendo que tinha provas de que isso nunca aconteceu. Ela apresentou uma declaração ao tribunal dizendo que testemunhou a briga e que Depp confrontou Brooks somente depois que o gerente do terreno repreendeu uma mulher negra sem-teto com insultos raciais.

“Ele imediatamente se levantou de nosso assento compartilhado na beira do banco da plantação e caminhou até Brooks para defender a mulher”, disse Danoff. “Sir Depp disse ao Sr. Brooks: ‘Você não pode falar com ela assim. Você acha que ela é inferior a você? Quem você pensa que é? Como você se atreve?'”

Danoff contestou a afirmação de Brooks de que Depp o atingiu e que ela tem fotos para provar isso.

Depp foi representado por Camille Vasquez, que fez parte de sua equipe jurídica em um duelo de difamação com Amber Heard. Ela não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

Arbella Azizian, que representa Brooks, também não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.